NOSSOS PRODUTOS

COURO - NOSSA MATÉRIA PRIMA


O curtimento do couro é umas das atividades mais antigas da humanidade! O processo transforma a matéria-prima em um material nobre que permite diversas possibilidades de uso. Com o passar do tempo, a atividade deu start em uma indústria moderna com foco cada vez maior em design, criatividade, tecnologia e valor agregado - que maximiza os benefícios da pele animal transformando-a em um importante recurso natural. Segundo informações do Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB), a cada ano, a indústria de alimentos produz 8 milhões de toneladas de pele bovina do mundo. Isso se transformaria em um sério problema ambiental se empresas inovadoras não utilizassem o couro como matéria prima.

É inquestionável a durabilidade do couro! Por isso, o material tornou-se um dos insumos mais utilizados pela indústria, tanto na fabricação de roupas e acessórios, como mobiliário, decoração e carros de luxo. Trata-se de um material firme, que não rasga facilmente e que não pega fogo - ideal para a fabricação de produtos duráveis. Em luvas, botas e fones de ouvido foi fundamental na primeira viagem espacial realizada pelo homem. Se bem conservados, os produtos preciosos feitos com couro vão te acompanhar uma vida inteira!

Além da durabilidade, é comum as peças em couro terem aparência superior às produzidas com outros materiais. Isso é resultado de um trabalho minucioso com técnicas de profissionais que resultam em acabamentos perfeitos. Segundo um levantamento do IEMI - Instituto de Estudos e Marketing Industrial, o Brasil conta com cerca de 310 curtumes que geram mais 42 mil empregos diretos. (Dados de 2013).

Embora semelhante visualmente, os materiais sintéticos que imitam o couro têm uma vida útil mais curta, resultando no esfarelamento do produto pouco tempo após o uso. O descarte de um produto com esse material geralmente ocorre poucos meses após a compra, tornando-se lixo que não poderá ser reciclado. Já um produto em couro normalmente dura anos, e pode passar de uma geração para outra. Por isso, na hora de escolher a bolsa perfeita, é importante avaliar se você está fazendo uma compra realmente consciente! Nesse sentido, existe até mesmo uma leia que visa coibir o mal uso da expressão couro. 

Sobre a Lei do Couro – Apesar de nem todo mundo saber, no Brasil, existe uma lei que proíbe o uso de expressões como “couro sintético” ou “couro ecológico”. Vigente desde 1965, a Lei 4.888 destaca que somente produtos oriundos de pele animal podem receber a denominação “couro”. Se interessou pelo assunto, leia mais no link: Lei do Couro

Por todos os motivos apontados acima, a Donna Guerriera adotou o couro como matéria prima na produção de bolsas e mochilas. A empresa não utiliza nenhum outro tipo de material para não gerar dúvidas para o consumidor. Por isso, o complemento do nosso logo é Leather Bags (Bolsas de Couro). Aqui na Donna Guerriera – Leather Bags, a confecção é toda artesanal e utilizamos matéria prima nacional. Trabalhamos com curtumes, metalúrgicas e mão de obra locais – fomentando a geração de emprego na região do Vale dos Sinos (RS) e garantindo a procedência da matéria prima utilizada e a qualidade dos produtos oferecidos. 


BOLSAS FEMININAS EM COURO


Utilizando o couro como matéria prima, atualmente nossa coleção conta com os seguintes estilos de bolsas de couro: bolsa de mão, bolsa saco, bolsa de ombro, bolsa tiracolo, bolsa transversal e também mochilas para diversas ocasiões como viagens e trabalho.